4 dicas para melhorar a gestão financeira da sua clínica de fisioterapia

Como em qualquer negócio, na sua clínica ou consultório o controle financeiro deve ser uma das maiores preocupações dos sócios e gestores. Sem um controle eficiente das receitas e despesas, não é possível identificar se o negócio está dando o retorno esperado, e além disso, em muitos casos até mesmo não saber se o seu negócio está dando lucro ou prejuízo.

Os benefícios para a sua clínica gerados a partir de uma boa gestão financeira são inúmeros, por isso listamos os principais:

  • Registro e histórico de receitas e despesas realizadas
  • Identificar serviços e profissionais que mais geram receitas
  • Organização de despesas por tipos e categorias
  • Acompanhamento constante de lucros e resultados do negócio
  • Planejamento de receitas e despesas
  • Antecipar decisões em relação à falta ou à sobra de dinheiro
  • Relatórios gerenciais e financeiros do fluxo de caixa

Implementar uma boa gestão financeira não é uma tarefa difícil, porém demanda organização, disciplina e comprometimento dos responsáveis. Para auxiliar, listamos algumas dicas importantes que você pode seguir e implementar na sua clínica, consultório ou studio de pilates.

Planejamento é fundamental

Planejar é a chave para qualquer negócio. Isso porque sem planejamento e organização a clínica acaba tendo dificuldades e problemas de funcionamento em toda a sua estrutura, desde a parte financeira como também em atendimentos, por exemplo.

Um bom planejamento financeiro consiste em estimar metas de receitas e o fluxo de despesas financeiras do seu negócio, ao menos para os próximos 12 meses. O planejamento deve ser estruturado mensalmente, com todas as despesas e receitas organizadas por categorias, por exemplo, quais serão os custos com infraestrutura e manutenção de equipamentos e quanto de receita cada fisioterapeuta ou tipo de serviço prestado na clínica irá gerar ao longo dos próximos meses.

Para fazer esse planejamento você pode considerar o histórico financeiros dos períodos anteriores, combinando aos objetivos de crescimento do seu negócio. Se você está iniciando o negócio e ainda não possui histórico financeiro, o ideal é planejar com base na estrutura da sua clínica e objetivos de atendimentos e crescimento.

Os resultados devem ser acompanhados e atualizados com frequência no planejamento, de preferência mensalmente. Com isso os gestores podem fazer uma boa avaliação do crescimento da clínica. E a partir dessa avaliação e dos resultados, pode-se definir os investimentos que precisam ser feitos para melhorar e ampliar os atendimentos e também ajustes de custos, quando necessário.

Não misture finanças pessoais e profissionais

Misturar as finanças pessoais com o os negócios está entre os fatores que mais contribuem para o fechamento de empresas no Brasil, segundo o Sebrae.

Portanto, uma das dicas mais importantes e relevantes para a gestão financeira da sua clínica é: nunca misture as suas despesas pessoais com o fluxo financeiro da sua clínica ou consultório.

Para evitar que isso ocorra, os sócios devem realizar sua retirada mensal em forma de pró-labore e não fazer retiradas adicionais, ao menos que estas retiradas sejam feitas como distribuição de lucro e estejam no planejamento financeiro.

Também evite lançar despesas pessoais como alimentação, transporte ou escola dos filhos nas despesas da empresa, essas atividades não fazem parte do negócio e ao longo do tempo podem contribuir para o fluxo negativo do caixa. Da mesma forma não faça pagamentos em nome da empresa a partir de recursos pessoais.

Mantenha o controle do fluxo de caixa

O fluxo de caixa da empresa consiste no registro da movimentação (entradas e saídas) financeira no caixa e contas do negócio.

Controlar o fluxo de caixa se trata de registrar e documentar todas as movimentações financeiras que ocorrem na sua clínica. Sem esses registros não é possível acompanhar o fluxo do dinheiro e os saldos nas contas, tanto no caixa da empresa como contas em banco, investimentos, entre outros.

O controle deve ser organizado de acordo com as contas existentes e também os tipos/categorias de receitas e despesas que o seu negócio realiza. A partir do controle você deve saber exatamente qual o saldo no seu caixa ou nas contas  em bancos e quanto de receitas e despesas ocorreu em cada conta.

Esses controle deve ser registrado de alguma forma, que pode ser em planilhas do Excel ou Google Drive ou ainda via sistemas de gestão financeira, que já são adequados para tornar o controle do fluxo de caixa mais prático e rápido.

Utilize um sistema online de gestão financeira

Utilizar a tecnologia a favor do seu negócio é sempre um fator que contribui na produtividade e nos resultados.

Por mais importante que seja fazer a gestão do seu negócio, sabemos que você tem inúmeras outras atividades e responsabilidades. Portanto, nada melhor que utilizar um bom sistema de controle de fluxo de caixa para auxiliar no seu trabalho, poupando tempo e simplificando seu trabalho.

Há inúmeras boas opções de sistemas de gestão financeira no mercado, alguns dos mais conhecidos e utilizados são: Conta Azul, NiboQuickBooks ZeroPaper. Escolher qual a melhor opção para a sua clínica passa por avaliar os recursos e benefícios de cada sistema e o investimento necessário.

Outra opção que recomendamos, é utilizar o Sistema ZenFisio, que além de permitir uma gestão completa dos clientes/pacientes, atendimentos, agenda da sua clínica e muito mais, possui um módulo específico de controle financeiro, permitindo a gestão completa da sua clínica, consultório ou studio de pilates, tudo no mesmo sistema. Para saber mais acesse o site da ZenFisio, você pode inclusive utilizar gratuitamente o plano básico do sistema, para conhecer os benefícios e funcionalidades.

Esperamos que essas dicas possam auxiliar na melhoria da gestão financeira da sua clínica. Como já falamos, realizar um bom controle financeiro em seu negócio não é uma tarefa complicada, apenas exige organização, disciplina e comprometimento. Mas acredite, com um bom controle financeiro você pode evitar muitas dores de cabeça e principalmente, identificar problemas, potencializar receitas e ampliar os resultados financeiros.

Se mesmo assim você ainda tiver dificuldade em fazer a controle do fluxo de caixa da sua clínica, nossa sugestão é você procurar uma assessoria financeira, que pode ser prestada por escritórios de contabilidade, por consultores e também pelo Sebrae, que inclusive possui programas de assessoria e oferece subsídios nesse tipo de serviços para negócios como clínicas de fisioterapia, consultórios, studios de pilates, clínicas de estética e outros.

Por fim, se você acha esse assunto importante, compartilhe nos comentários sua opinião e experiência a respeito, por exemplo como conseguiu melhorar a gestão financeira em seu negócio e quais ferramentas ou serviços utiliza!

Também pode ser do seu interesse:

Deixe seu comentário!