Estágio na Fisioterapia: 15 dicas importantes para acadêmicos

O momento mais esperado por qualquer acadêmico são os períodos de estágio na Fisioterapia. É nesse momento que colocamos em prática tudo o que aprendemos durante as aulas, tanto as teóricas quanto as práticas.

Mas, por ser o momento onde queremos registrar cada dia de aprendizado com selfies e #TBT, bate a insegurança e o desespero de como iniciar a consulta com o paciente ou, por exemplo, qual técnica utilizar em determinada patologia.

Por isso, separei 15 dicas que irão te ajudar nos estágios de Fisioterapia, seja na hospitalar, hidroterapia, ou outras áreas disponíveis.

1 – Seja pontual

Sim, esse é o primeiro ponto a ser levantado. Claro que imprevistos ocorrem, mas caso isso aconteça tente avisar seu supervisor sobre o que está acontecendo. Não o deixe esperando por explicações.

Lembre-se que esse é um item importante também para a sua avaliação curricular do estágio, então se esforce bastante para que isso não o impeça de receber uma nota positiva. Não adianta saber executar tudo o que lhe é pedido se não consegue chegar no horário estipulado para o início de suas atividades.

2 – Não leve dúvidas para casa

Isso pode parecer clichê, mas é um fato extremamente importante. Durante o estágio na Fisioterapia você está colocando em prática tudo o que aprendeu nos últimos semestres, através da vivência de um atendimento fisioterapêutico.

Então, se em algum momento tenha surgido alguma dúvida sobre o que foi solicitado para fazer, não evite questionar.

Isso não demonstra que você não tem conhecimento, mas, pelo contrário, irá mostrar que você está empenhado em se aprimorar e aprender cada vez mais.

3 – Tenha organização

Antes e após os atendimentos, organize os materiais que serão e/ou foram utilizados.

Deixe tudo separado antes de iniciar um atendimento, não deixando para procurar por um aparelho ou pela ficha de um paciente em cima da hora.

4 – Revise conteúdos também durante o estágio

Algumas matérias base da nossa profissão, aprendidas no início da graduação, geralmente, ficam esquecidas conforme nos aprofundamos nos estudos. Isso significa que devemos estar constantemente buscando aprimorar o nosso conhecimento durante a formação.

Por isso, quando iniciar seu estágio na Fisioterapia procure revisar alguns tópicos importantes de cada especialidade/setor que irá rever durante este período.

Na área ortopédica e traumatológica busque estudar alguns tópicos como:

• Doenças reumatológicas;
• Testes importantes;
• Tipos de fraturas;
• Músculos dos grandes complexos articulares;
• Rupturas, lesões por estresse e entorses.

No caso da área neurológica podemos incluir:

• Escalas, desenvolvimento motor infantil e goniometria;
• Técnicas de hidroterapia;
• Nome das órteses;
• Doenças neurológicas de maior acometimento infantil e adulto.

Para a área hospital:

• Gasometria;
• Diferenças de adulto X criança;
• Doenças mais comuns no ambiente hospitalar;
• Atuação do fisioterapeuta no ambiente hospitalar;
• Ausculta pulmonar.

5 – Tenha uma comunicação clara

A comunicação é um fator indispensável e importante durante os atendimentos. Procure não utilizar termos técnicos e complexos para explicar sobre determinada patologia e complicação, que seu paciente foi diagnosticado.

Além disso, manter a comunicação com os colegas de turma é importante para que todos possam se ajudar, quando necessário. Ter a troca de experiências durante o período do estágio na Fisioterapia é demonstrar que ambos podem crescer juntos sem rivalidade profissional, desde já.

6 – Tenha iniciativa

Tenha iniciativa durante as tomadas de decisões e as atividades, não tenha medo de falar seu ponto de vista sobre determinada conduta ou técnica que pode ser utilizada. O estágio é o período onde devemos debater de forma positiva as opiniões sobre o paciente.

7 – Seja criativo

Use e abuse da sua criatividade na hora de elaborar um exercício terapêutico para o seu paciente. Hoje em dia, observamos que vários profissionais utilizam as redes sociais para compartilhar ideias e dicas para realizar durante os atendimentos fisioterapêuticos, com o objetivo de torná-los mais atrativos.

8 – Estude sempre

Antes de iniciar em um determinado setor, peça a ficha de avaliação utilizada para poder estudar um pouco mais sobre a área e anotar as suas dúvidas.

9 – Seja responsável com suas tarefas

A responsabilidade inclui a organização com os materiais e a pontualidade, como já havia dito anteriormente. Mas, também, seja responsável sobre a forma com que executa as atividades atribuídas a você, se cumpre os prazos estipulados ou se acaba deixando tudo para ser realizado durante o momento do estágio.

10 – Tenha empatia

Tenha empatia pelo próximo, seja o seu colega de turma ou o seu paciente, é preciso ter atenção com respeito e ética.

Não cabe a você, acadêmico no período do estágio na Fisioterapia, julgar o seu paciente. Muitas vezes eles têm mais coisas para nos ensinar, do que nós para eles.

11 – Procure ter controle emocional

Você está lidando com vidas, pessoas e histórias que muitas vezes vão te emocionar. Portanto, tenha controle emocional para não desabar, separe o lado pessoal do profissional, para que isso não interfira em sua vida.

12 – Faça seu trabalho em equipe

Ninguém trabalha sozinho e isso é observado desde o estágio. Não importa em qual setor/especialidade, trabalhamos com saúde e ao longo do dia a dia nos deparamos com outros profissionais.

Por isso, saiba se comunicar e lembre-se que nenhuma profissão da saúde é superior a outra, todas elas em suas diferentes particularidades são imprescindíveis.

13- Não tenha medo de errar

O estágio na Fisioterapia é um período de aprendizado, não fique com medo de errar!

A primeira avaliação / evolução e o primeiro atendimento podem não se sair o mais perfeito e correto de todos, mas está tudo bem. Pois, com o tempo você irá se aperfeiçoar e melhorar todos esses aspectos.

Nós não nascemos sabendo falar, andar ou escrever, aprendemos isso com o tempo e fomos melhorando nossas habilidades conforme as realizamos, isso vale também para o seu dia a dia profissional.

Não seremos bons na primeira vez em que executamos uma atividade, mas com a prática e aprendizado conseguimos aprimorar nossa técnica.

14- Lembre-se da ética profissional

O juramento e a nossa ética se iniciam durante o estágio, comece a utilizar o seu conhecimento científico e honre o nome da nossa profissão.

Se você possui dúvidas sobre determinadas condutas que deve ter, procure ler materiais que auxiliem e converse com outros profissionais mais experientes. Confira um artigo que pode ajudar com alguns esclarecimentos sobre a ética profissional na Fisioterapia.

Você será o ouvinte do seu paciente durante os atendimentos, portanto seja ético e não espalhe assuntos que não lhe dizem ao respeito.

Não fique conversando com outros colegas durante os atendimentos e também não atrapalhe os seus colegas durante os atendimentos deles. Sejamos todos profissionais durante esse período.

15- Aproveite o estágio na Fisioterapia

Agora a dica mais preciosa de todas, aproveite cada momento porque ele é único e, como você já deve ter ouvido muitas vezes, não há como voltar no tempo.

As risadas, emoções e aprendizados vivenciados na época da graduação e durante o estágio na Fisioterapia, te ajudam para a sua vida profissional.

É durante a graduação que afunilamos os nossos pensamentos sobre qual especialidade seguir e sobre o tipo de profissional que seremos. Portanto, viva o seu momento de estágio como ele deve ser: repleto de descobertas.

Também pode ser do seu interesse:

Deixe seu comentário!