Glossário completo de Fisioterapia: termos e seus significados

A Fisioterapia é uma ciência da saúde aplicada ao estudo, diagnóstico, prevenção e tratamento de disfunções funcionais de órgãos e sistemas. Para o desempenho da função é necessário conhecimento completo das estruturas e funções do corpo humano.

Além disso, a Fisioterapia possui inúmeras áreas de estudo e atuação, independentes e complementares entre si. Cada área da Fisioterapia possui técnicas distintas, utilizadas em diferentes métodos e formas de tratamento, abordando variadas patologias e envolvendo numerosos tipos de atividades e muitas partes diferentes do corpo humano.

Esse conjunto de áreas, técnicas, patologias, métodos, partes do corpo, tratamentos, etc. Possui uma infinidade de termos que representam e descrevem cada parte do complexo mundo da Fisioterapia.

Com o objetivo de organizar e facilitar o entendimento dos termos relacionados à Fisioterapia, organizamos um Glossário de Fisioterapia Completo com todos os termos que você precisa saber sobre a área.

Lista em ordem alfabética dos principais termos relacionados ao campo da Fisioterapia:

Letra A

Abdução

Movimento de abertura ou afastamento de um membro, ou de um segmento do corpo, em relação a seu eixo.

Abscesso

Coleção de pus externa ou internamente.

Absorção

Penetração do líquido pela pele ou mucosa.

Abordagens Craniossacrais e Miofasciais

Métodos de trabalho corporal que agem tanto de maneira reflexa como mecânica com a rede fascial do corpo.

Abordagens Energéticas

Métodos de trabalho corporal que funcionam com respostas sutis do corpo.

Abordagens Estruturais e de Integração Postural

Métodos de trabalho corporal, derivados da biomecânica do alinhamento postural e da importância das estruturas do tecido conectivo.

Abordagens Integradas

Métodos combinados de várias formas de massagem e estilos de trabalho corporal.

Abordagens Miofasciais

Estilos de trabalho corporal que afetam os tecidos conectivos, muitas vezes chamados de massagem de tecido profundo, manipulação de tecido mole ou liberação miofascial.

Abordagens Neuromusculares

Métodos de trabalho corporal que influenciam as respostas reflexas do sistema nervoso e sua conexão com a função muscular.

Abordagens Orientais

Métodos de trabalho corporal que se desenvolveram a partir de antigas técnicas chinesas.

Acantose nigricans

Manchas escuras que aparecem geralmente no pescoço, axila e virilha. Podem ser desencadeada devido ao sobrepeso ou outras doenças.

Acatisia

Tremor muscular, agitação e incapacidade de ficar sentado ou parado.

Acetilcolina

Neurotransmissor mais abundante nas junções neuromusculares, nos gânglios autonômicos, nas junções efetoras parassimpáticas, em algumas junções efetoras simpáticas e em muitas regiões no sistema nervoso central.

Acinésia

Impossibilidade de movimentos voluntários, paralisia.

Acromioplastia

Raspagem de parte do acrômio, osso que forma o espaço onde os tendões do ombro estão localizados.

Acroparestesia

Dor aguda nas extremidades, caracterizada por ataques de formigação, entorpecimento e rigidez.

Acupuntura

A Acupuntura é uma forma de tratamento milenar, parte da Medicina Tradicional Chinesa, utilizada para o diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças há mais de 2000 anos.

Adução

Mover para o centro ou para a linha mediana.

Aeróbia

Descreve um processo bioquímico que necessita ou que ocorre na presença de oxigênio gasoso.

Afagia

Pode ser definida como dificuldade de deglutição. Caracteriza-se por ser um sintoma comum de diversas doenças. A sua causa está ligada com alterações neurológicas como o acidente vascular cerebral, ou derrame, outras doenças neurológicas e/ou neuromusculares e também alterações locais obstrutivas, como as doenças tumorais do esôfago.

Afasia

A afasia é uma deterioração da função da linguagem falada e escrita, após ter sido adquirida de maneira normal e sem déficit intelectual correlativo. É caracterizada pela dificuldade em nomear pessoas e objetos.

A principal causa da afasia é o acidente vascular cerebral (AVC), que resulta em uma lesão cerebral. Deste modo, essa patologia provavelmente é a maior sequela ou limitação, do ponto de vista pessoal, social ou econômico, resultante de um dano cerebral.

Ageusia

O Ageusia é uma condição caracterizada por sintomas específicos, cujas causas podem ser múltiplas. O ageusia é a perda da sensibilidade gustativa, que é a incapacidade de perceber o sabor que as coisas possuem.

Algia

Dor em geral, em um órgão ou uma região do corpo, sem corresponder à lesão anatômica.

Alodínea

Alteração que intensifica a dor. Um toque que não seria doloroso, passa a causar dor.

Alongamento

Tensão mecânica aplicada para alongar a unidade miofascial (músculos e fáscias); os dois tipos são o alongamento longitudinal e o transversal.

Amiloidose

Grupo de doenças caracterizadas pelo acúmulo de proteínas ao redor dos vasos sanguíneos.

Amplitude de Movimento Ativo

Movimento de uma articulação pelo paciente sem qualquer tipo de assistência por parte do terapeuta de massagem.

Anasarca

A anasarca não é uma doença, mas um sintoma que pode acontecer no curso de várias doenças, caracterizado por um inchaço distribuído por todo corpo, devido ao acúmulo de fluido no espaço extracelular e no interior das próprias células.

Anastomose

Conexão entre duas partes do corpo, como nervos, órgãos e vasos sanguíneos. A formação pode ser feita de forma cirúrgica ou patológica.

Ancilose

Endurecimento ou soldadura de uma junta do corpo, que diminui ou impossibilita o movimento.

Andador

Equipamento auxiliar de locomoção que possui quatro pontos de apoio ao solo e suporte para apoio e impulsão com as mãos.

Angioma Cavernoso

Má formação cavernosa, localizada no encéfalo, medula espinhal e nervos cranianos, sendo essa uma doença relativamente rara.

Angiotensina

É um hormônio que causa vasoconstrição, e como consequência, um aumento da pressão de filtração e da filtração glomerular.

Ângulo Q

É o ângulo entre uma linha que se estende da espinha ilíaca ântero-superior até o centro da patela e uma que se estende do centro da patela até o centro da tuberosidade tibial.

Anosognosia

Caracteriza-se pela negação ou falta de consciência de possuir certa doença. O paciente pode ter dificuldade em realizar o tratamento, por acreditar não ter nenhuma doença.

APGAR

APGAR é uma escala feita no recém-nascido logo após o nascimento, para avaliação do estado geral e vitalidade da criança.

Aponeuroses

Fibra que substitui um tendão no músculo e serve para aderir o músculo ao osso.

Artrite

Inflamação das articulações, que causa dor e rigidez.

Artrogripose

Má formação das articulações de bebês. A doença causa limitação de movimento e diminuição da força muscular.

Artrose

A artrose se caracteriza pelo desgaste da cartilagem articular e por alterações ósseas.

Astenia

A astenia corresponde ao termo médico que indica a fadiga física. Ela se caracteriza por uma fraqueza generalizada e prolongada do organismo, além de uma diminuição da potência funcional. Ao contrário de um cansaço normal, a astenia é um estado de exaustão que não ocorre após um esforço e não desaparece com o repouso.

Ataxia

Descoordenação patológica motora. Termo usado para descrever o movimento descoordenado, o qual pode influenciar os padrões de movimentos, a marcha e a postura.

Atrofia óptica

Alteração da função visual e palidez da papila (nervo óptico que se observa no fundo ocular). Esta atrofia pode ser total ou parcial e afetar o campo visual total ou parcialmente.

Autotopagnosia ou Somatotopagnosia

Distúrbio neurológico que incapacita a identificação das partes do corpo.

Avitaminose

As avitaminoses são uma família de doenças causadas pela falta ou deficiência de vitaminas no organismo. Geralmente são devidas a uma alimentação incompleta, mas podem também surgir na sequência de outros problemas de saúde.

Algumas destas doenças, como o escorbuto (deficiência de vitamina C), provavelmente a primeira avitaminose conhecida, podem ser tratadas apenas com suplementos vitamínicos.

Letra B

Bainha Fascial

Uma folha fina de tecido conectivo usada para separação, estabilidade e pontos de ligação muscular.

Bandagem

Faixa, atadura, para envolver qualquer parte lesada.

Barognosia

Capacidade de distinguir pesos, testado mediante o uso de diferentes objetos e formas, e dimensões similares ou distintas.

Benigno

Que não ameaça a saúde nem a vida. Não maligno, como certos tumores, inócuo.

Biarticular

Biarticulares são aqueles músculos que atravessam várias articulações e criam cinética significativa nessas articulações. Os músculos do membro inferior são frequentemente empregados como exemplos anatômicos e objetos de pesquisa a respeito dos mecanismos de seu controle pela parte central do sistema nervoso e as resultantes ações articulares.

Biomecânica

Biomecânica diz respeito ao estudo das forças mecânicas que estão envolvidas nos movimentos do corpo humano, incluindo a interação entre os indivíduos e seu meio ambiente físico.

Biópsia

Extirpação de um fragmento de tecido vivo com finalidade diagnóstico.

Bipodal

Sobre os dois pés.

BIPAP

Suporte ventilatório por pressão utilizado em tratamento pulmonar ou respiratório, que facilita a inspiração.

Bradicinesia

Lentidão na execução dos movimentos voluntários, geralmente acomete pacientes com a doença de Parkinson.

Letra C

Cadeia Cinética Aberta

Exercícios em que a parte distal fica livre, se movimenta, ou seja, o ponto mais afastado do tronco. A mão é a parte distal do membro superior (braço).

Cadeia Cinética Fechada

Exercícios em que a parte distal (pés e mãos) permanecem fixos enquanto a parte proximal (coxas e braços), se movimentam.

Calafrio

Contrações involuntárias da musculatura esquelética com tremores e bater dos dentes.

Cefaléia

Dor de cabeça.

Choque

Síndrome que se manifesta com pele fria, queda de temperatura, cianose e morte.

Ciclo de Dor-Espasmo-Dor

Contração constante de músculos que causa isquemia e estimula os receptores de dor nos músculos. A dor, por sua vez, inicia mais espasmos.

Cinesiologia Aplicada

Métodos de avaliação e trabalho corporal que usa um tipo especializado de teste muscular e várias formas de massagem e trabalho corporal para procedimentos corretivos.

Cinesioterapia

Tratamento pelo movimento no sentido geral, através de mobilização ativa e passiva dos exercícios terapêuticos, com ou sem aparelhos, de terapia ocupacional e de todos os meios neurofisiológicos.

Cinestesia

Conjunto de sensações pelas quais são percebidos os movimentos musculares cujos estímulos provém do próprio organismo.

Contusão

A contusão é uma lesão sem fratura dos tecidos moles do corpo. Ela é gerada pelo impacto mecânico de um agente externo sobre uma parte do corpo. É comumente chamado de hematoma, “roxo” ou equimose. É uma doença geralmente benigna. No entanto, pode ser acompanhado por uma lesão subjacente.

Contração Concêntrica

Contração que causa o encurtamento do músculo e causa a aceleração do movimento.

Contração Excêntrica

A contração excêntrica causa o alongamento do músculo, fornecendo uma absorção ao choque (amortecimento).

Contração Isométrica

Exercício estático em que o músculo é capaz de realizar uma ação, conforme o estímulo desencadeado.

Contração Isotônica

É a contração que provoca um movimento articular, alterando o comprimento do músculo sem alterar a tensão máxima.

Contratura Isquêmica de VOLKMANN

Ocorre quando há a restrição do fluxo de sangue para o antebraço, aumentando o volume e danificando os nervos e músculos, podendo levar a deformidades no punho, mão e dedos.

Convalescença

É o período de transição depois de uma lesão ou doença, no qual se desenvolve a recuperação gradativa das forças e da saúde.

Convulsão

Contrações violentas involuntárias do músculo, agitação desordenada.

Coto

O coto é a parte do membro que permanece após uma amputação e, para uma boa cicatrização é importante ter alguns cuidados, como manter o coto sempre limpo e seco ou massagear o coto com creme hidratante.

Craniossinostoses

Caracterizada pelo fechamento precoce dos ossos do crânio do bebê, que pode gerar uma série de problemas: aumento da pressão intracraniana, problemas cardíacos, problemas respiratórios…

Cutâneo

Referente à pele.

Letra D

Debilidade

Estado de fraqueza ou falta de forças, podendo ser:

  • Congênita: em recém-nascidos;
  • Constitucional: devido a uma deficiência crônica do organismo que vem desde a infância;
  • Mental: decorrente de uma deficiência de desenvolvimento da inteligência;
  • Motora: caracterizada por distúrbios de movimentação.

Deformidade

Alteração na aparência de um segmento do corpo.

Degeneração

Mudar para um estado ou condição qualitativamente inferior. Consequência da alteração patológica da estrutura de uma célula, tecido ou órgão, com perda de suas características morfológicas e de suas funções.

Desmielinização

Termo usado para se referir aos desgastes ou danos causados na mielina, material que envolve e isola os nervos.

Difusão

Fenômeno de transporte de matéria em que um soluto é transportado devido aos movimentos das moléculas de um fluido.

Disdiacocinesia

Caracterizada pela incapacidade do paciente em realizar movimentos rápidos e alternados.

Dismetria

Falta de coordenação para posicionar um membro perfeitamente com relação a objetos. Redução da capacidade de avaliar a amplitude ou distância de um movimento.

Disestesia

Paciente sente uma dor anormal, caracterizada pela sensação dolorosa de queimação ou formigamento.

Disostose

Doença genética que causa a má formação dos ossos, principalmente, das clavículas.

DNA

Polímero desoxirribonucleico, material genético primário de todas as células.

Letra E

Eczema

Dermatite pápulo-vesicular que ocorre como reação a agentes endógenos e exógenos, caracterizada na fase aguda por eritema, edema associado com um exsudato seroso entre as células da epiderme e um infiltrado inflamatório na derme, exsudação e vesiculação, e encrostamento e descamação.

Eletrólitos

Condutor iônico, líquido, sólido ou pastoso, que ao ser dissolvido na água, forma uma solução que pode conduzir eletricidade.

Encurtar

Quando as fibras musculares diminuem em seu tamanho, isso ocorre quando há contração.

Enterocele

Quando ocorre um prolapso do órgão pélvico e o intestino delgado desce para a cavidade pélvica inferior.

Epicondilite Lateral do Cotovelo

Também é conhecida como “tendinite do tenista”, é a principal causa de dor no cotovelo. Pode ser causada por práticas esportivas que utilizam raquetes e tacos, e que necessita de um grande impulso da extensão do cotovelo.

Escala de BORG

Tabela para controlar a intensidade do esforço em um treino ou exercício.

Escala de Lawton

Escala para avaliar as Atividades Instrumentais de Vida Diária (AIVD), que identifica a autonomia do idoso em realizar tarefas necessárias do cotidiano de forma independente.

Escápula Alada

A discinesia da escápula é uma alteração dos movimentos normais da escápula.

Estereognosia

Capacidade de reconhecer objetos através do tato.

Evolução

Demonstra o progresso positivo do paciente ao longo da intervenção fisioterapêutica. Na evolução são registrados os avanços do plano e da intervenção.

Exaustão

Fadiga muscular ou cardiopulmonar. É muito comum após um esforço físico maior que o normal porque os músculos não estão habituados e ficam cansados rapidamente, deixando-os sem força, mesmo para as atividades simples, como caminhar ou pegar em objetos.

Exercícios de Kegel

Conjunto de exercícios que visa o fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico.

Exoftalmia

Condição em que os olhos do paciente ficam mais salientes do que o normal, podendo atingir um ou os dois olhos.

Exsudato

Líquido proveniente de uma ferida.

Letra F

Fabela

Osso sesamóide localizado no músculo gastrocnémio; nas radiografias, às vezes é confundido com um fragmento ósseo ou um corpo estranho.

Fabulação

Simulação de sintomas ou enfermidades, com manifestações exageradas como se fossem verdadeiras.

Fadiga

Sensação de esgotamento muscular com diminuição da eficácia consequente a exercício físico ou mental intenso.

Falanges

Cada um dos ossos de cada segmento dos dedos da mão e do pé.

Fascículos Grácil e Cuneiforme

Fascículo grácil conduz os impulsos dos membros inferiores e da metade inferior do tronco, localizado em toda a extensão da medula. Já o fascículo cuneiforme conduz os impulsos dos membros superiores da metade superior do tronco, localizado somente na região torácica superior.

Feixe de His

Também chamado de fascículo atrioventricular, é um feixe de fibras do interior do músculo cardíaco do septo interventricular.

Fibrilas

Pequenas fibras rearranjadas.

Fibras Musculares do Tipo I

Fibras que se contraem com menos força e são mais lentas do que as demais.

Fibras Musculares do Tipo II

Suportam mais força do que as fibras do Tipo I e também fadigam muito mais rápido.

Fibras de Purkinje

São estruturas que auxiliam na propagação do estímulo elétrico do coração, estimulando o miocárdio de maneira sincronizada.

Fisiologia

Funcionamento dos sistemas corpóreo, como por exemplo de suas enzimas, da contração, de informações neurais.

Flexibilidade

Flexibilidade pode ser definida como a capacidade dos tecidos corporais esticarem sem danos ou lesões e com ampla movimentação numa articulação ou grupos de articulações como a capacidade de uma articulação mover-se com facilidade em sua amplitude de movimento.

Fonoforese

Uso de ultrassom para incrementar a penetração de fármacos na pele.

Letra G

Grafestesia

Capacidade de reconhecer símbolos escritos na pele, por um objeto.

Guillain-Barré

Doença autoimune em que o sistema imunológico passa a atacar as células nervosas, causando a inflamação dos nervos, fraqueza, formigamento nas pernas e nos braços, entre outros problemas.

Letra H

Homeostase

Processo sanguíneo fisiológico mantido em estado de equilíbrio dinâmico constante pelo organismo.

Heparinoterapia

Tratamento através da heparina, que é um fármaco (glicosaminoglicano sulfatado) do grupo dos anticoagulantes, usado no tratamento da trombose e outras doenças com coagulação sanguínea excessiva.

Hidroterapia

Tratamento pela água. Terapia através de agentes hídricos, tirando proveito da ação hidrostática, térmica antigravitária e estimulação mecânica.

Hipercapnia permissiva (HP)

Implica hipoventilação intencional e provoca hipercarbia e acidose respiratória e tem como objetivo de minimizar as pressões trans-alveolares.

Hiperestesia

Aumento da sensibilidade em determinado local.

Hiperpatia

Quando estímulos, mesmo que leves, provocam sensações desagradáveis descritas como dor ou queimação.

Hipoestesia

Redução da sensibilidade em determinado local.

Hipomimia

Redução da expressão facial.

Hipoplasia

Formação incompleta de uma estrutura ou órgão do corpo, que pode ocorrer por condições genéticas ou erros durante o desenvolvimento fetal.

Hipotrofia muscular

Redução do trofismo muscular. Estado ou processo de crescimento ou desenvolvimento subnormal de qualquer coisa.

Hipoxemia

Caracterizado pela baixa taxa de oxigênio no sangue (saturação).

Letra I

Idiopatia

Idiopatia é o termo que, em patologia médica ou na fisioterapia, é usado para indicar que determinado mal ou doença não possui causa certa ou conhecida.

Inapetência

Redução diminuição do apetite ou ímpeto pela ingestão de alimentos.

Incapacidade

Quando há qualquer inabilidade no corpo, limitando a função e diminuindo a qualidade de vida do indivíduo.

Inchaço

Espessamento dos tegumentos não acompanhado de sinal de inflamação e devido à infiltração difusa de serosidades no tecido subcutâneo.

Índice de BARTHEL

Escala para medir o desempenho nas atividades da vida diária.

Índice de Katz

Escala que avalia o grau de dependência do idoso baseado na necessidade de auxílio para exercer atividades básicas da vida diária.

Infecção

Contaminação ou invasão do corpo por um microrganismo parasita, principalmente, vírus, bactérias, fungos ou protozoários. Provoca, ou pode provocar, direta ou indiretamente, uma doença.

Infiltração

Modificação patológica de um órgão ou tecido causada pela presença de produtos tais como líquidos orgânicos, líquidos injetados, gases ou outras substâncias orgânicas, ou minerais, bem como por células incomuns ou que não deveriam estar no local da infiltração.

Inflamação

Reação tecidual do organismo à qualquer agente agressor mecânico, físico ou químico.

Isométrico

Chama-se isometria a característica de contração muscular onde se tem um equilíbrio entre os músculos agonista e antagonista de um movimento (contração mantida), ou seja, existe contração muscular em dois ou mais sentidos de um articulação, mas não se nota um movimento decorrente das contrações, visto serem aplicadas forças iguais entre agonista e antagonista de um movimento.

Isquemia

Deficiência na irrigação de sangue em um órgão ou tecido devido à constrição ou obstrução de seus vasos sanguíneos

Letra L

Laceração

Ferida ou dilaceração irregular de tecido.

Laserterapia

Tratamento através do laser.

Lesão

Dano ou traumatismo desenvolvido em uma região ou órgão, através de uma pancada ou contusão.

Ligamento

Faixa ou lâmina de tecido conjuntivo fibroso, em geral de cor branca, que une um ou mais ossos, cartilagens ou outras estruturas anatômicas; ou que serve de apoio para fáscias ou músculos.

Letra M

Mal de POTT

Tipo de tuberculose extrapulmonar que afeta a coluna vertebral.

Marcha Talonante

Quando o indivíduo anda batendo os calcanhares com força no chão.

Massagem

Tratamento que consiste em submeter os tecidos e músculos a manipulações diversas para atenuar a dor e os espasmos, estimular a circulação muscular, favorecer a circulação de retorno e reabsorção de edemas, e produzir relaxamento muscular.

Massoterapia

Método manual de massagem da fisioterapia, associado a algum tipo de óleo, para o tratamento de dores musculares, de origem nervosa, ou circulatória.

Membrana celular

Componente que delimita todas as células vivas. Ela estabelece a fronteira entre o meio intracelular e o meio exterior (ou meio extracelular). A membrana celular não é estanque, mas uma “porta” seletiva que a célula usa para captar os elementos do meio exterior que lhe são necessários para o seu metabolismo e para libertar as substâncias, que a célula produz e que devem ser enviadas para o exterior.

Mecânica muscular

Estudo das propriedades mecânicas do corpo, geradoras de força do músculo.

Microfisioterapia

A microfisioterapia é uma técnica de terapia manual que visa tratar a causa da doença e não apenas seu sintoma. Capaz de identificar tecidos que perderam sua função e vitalidade normal após eventos agressores ao organismo.

Micrognatia

Caracteriza pessoas com mandíbulas menores que o normal.

Mobilidade

Refere-se a capacidade de movimento articular sem rigidez e risco de lesão.

Motor

Visão macrosmática da funcionalidade, ou seja, movimentos amplos, visão de tratamento fisioterapêutico.

Músculos Dinâmicos

São músculos que realizam o movimento de forma voluntária e consciente.

Músculos Estáticos

São músculos que impedem o desequilíbrio, tem função reflexa e inconsciente.

Letra N

Naturopatia

Terapia alternativa, não-convencional, reconhecida pela OMS como um sistema de tratamento que utiliza exclusivamente remédios naturais, exercícios, massagens e hidroterapia para tratar as doenças.

Necrose

Processo patológico causado pela ação degradativa progressiva de enzimas, geralmente associado com trauma celular severo. É caracterizada por inchaço mitocondrial, floculação nuclear, lise celular descontrolada e, por fim, morte celular.

Neurônio superior

Quando se refere ao Sistema Nervoso Central.

Neuropatia

Estado anormal, em geral, degenerativo, que afeta o sistema nervoso.

Neuroplasticidade

Capacidade de células vizinhas tomarem a função de outras inativas ou quando são mortas por meio do tratamento, como treinamento funcional.

Nociceptores

São receptores ativados em situações em que há lesões de tecido, causando dor. São terminações nervosas livres.

Nódulo

Pequeno aglomerado de células, perceptíveis à palpação e de forma nodular e circunscrita. Nódulo é diminutivo de nodo.

Nômina anatômica

Denominação de estruturas do corpo.

Letra O

Obesidade

Estado caracterizado pelo excesso de massa adiposa no organismo, que se caracteriza por peso superior ao “normal”, para idade, sexo e altura, em mais de 25%.

Opistótono

Devido a um estado tetânico ocorrem espasmos nos músculos exteriores da coluna vertebral ocasionando uma hiperextensão.

Órtese

Todo dispositivo ou aparelho ortopédico usado para suportar, alinhar, prevenir ou corrigir deformidade ou para melhorar funções de partes móveis do corpo.

Osteomuscular

Porção ampla do corpo humano, osso + músculo.

Letra P

Palestesia

Capacidade de perceber a presença de vibração.

Paliativo

Tratamento realizado sem remover a causa da doença, melhora o quadro sintomático, atenuando ou suprimindo os principais sintomas.

Papiloma

Tumor benigno epitelial circunscrito que se projeta da superfície circundante; mais precisamente, uma neoplasia benigna epitelial que consiste em projeções arborescentes de estroma fibrovascular recobertas por células neoplásicas.

Paralisia

Diminuição ou extinção da motricidade, em uma ou mais partes do corpo, devida à lesão dos centros nervosos ou das vias motoras, devido a lesões do sistema muscular ou perda completa da força muscular.

Paraplegia

Paralisia completa da metade inferior do corpo, geralmente em consequência de lesão de medula espinhal. A lesão pode ocorrer desde o primeiro nível torácico. Também refere-se à paralisia parcial ou completa de todo o tronco (ou parte dele) e de ambos os membros inferiores, a partir de lesões da medula espinhal torácica ou lombar.

Paralisia de Erb-Duchenne

Paralisia neonatal que ocorre com frequência e causa a paralisia do membro superior no momento do parto.

Parestesia

Parestesias são sensações cutâneas subjetivas, por exemplo, frio, calor, formigamento, pressão etc., vivenciadas espontaneamente na ausência de estimulação. Podem ocorrer caso algum nervo sensorial seja afetado, seja por contato ou pelo rompimento das terminações nervosas.

Passivo

Exercício feito de forma não voluntária, quando não há força ou cognição suficiente para que o paciente o faça, neste caso outra pessoa induz ao movimento através da sua força.

Pata de ganso

Causa mais comum de tendinite no joelho que ocorre uma inflamação dos tendões da face medial da articulação.

Patologia

A patologia é um ramo da ciência médica primeiramente a respeito da causa, da origem e da natureza da doença.

Perfusão

Captação de O2 pelos alvéolos e tecidos corporais.

Pericardite

Caracterizada por ser uma inflamação do pericárdio, membrana que envolve e protege o coração.

Planos

Estes orientam a localização de estruturas do nosso corpo e como referência de nossa posição.

Plasmaferese

Método em que todo o sangue é removido do corpo do paciente, para filtrar e retirar substâncias em excesso do plasma, como proteínas, enzinas ou anticorpos. Em seguida, o sangue é devolvido sem as substâncias que estão causando a doença.

Plexo braquial

Conjunto de nervos que partem da medula espinhal. Suas raízes, que saem dos forames intervertebrais, são cinco: C5, C6, C7, C8 e T1.

Pneumotórax

Acumulação de ar ou gás no espaço pleural, que pode ocorrer espontaneamente ou como resultado de trauma ou um processo patológico, ou ser introduzido deliberadamente.

Postura

Porte; atitude do corpo; procedimento que sustenta o corpo.

Prognóstico

O que se espera do tratamento, ou da patologia após um determinado período.

Propriocepção

A capacidade de lucidez em tempo e espaço, de saber onde está e onde está sendo tocado no corpo.

Propedêutica

Conjunto de técnicos e ciências de estudos para chegar-se ao diagnóstico do paciente.

Protrusão

Algum tipo de movimento ou deslocamento.

Letra Q

Quedas

Correspondem a importante causa de morte, em idosos. Condições predisponentes são: redução da acuidade visual e auditiva, disfunção vestibular, neuropatias periféricas, distúrbios músculo-esqueléticos, hipotensão postural e uso de medicamentos antidepressivos, sedativos, vasodilatadores. Fatores de risco do ambiente também contribuem para a ocorrência, como: degraus e escadas mal iluminadas, falta de corrimão em toda a extensão das escadas, interruptores de luz de difícil acesso para os idosos, banheiras e chuveiros sem barras de apoio, pisos escorregadios e tapetes que deslizam facilmente.

Quiropraxia

Técnica de manuseio usada basicamente para corrigir desarranjos da coluna vertebral (pequenos braços de alavanca). Os quiropatas mais ortodoxos consideram que tal técnica só merece esse nome se empregado à primeira e segunda vértebras cervicais.

Letra R

Radiações

Emissão e propagação de energia através da matéria ou do espaço, por meio de perturbações eletromagnéticas que apresentam duplo comportamento: como onda e como partículas: neste caso as partículas são conhecidas como fótons.

Radial

Osso do antebraço (rádio) ou a qualquer raio; que se estende em diversas direções a partir de um ponto central.

Radiografia

Imagem fotográfica produzida pela passagem de raios X através do corpo, que permite avaliar danos e lesões no corpo.

Radioterapia

Tratamento de uma doença mediante qualquer substância radioativa ou energia radiante.

Reabilitação

Recuperação do estado de saúde crítico ou debilitado do paciente. Consiste em um conjunto de medidas adotadas para permitir a um deficiente físico ou mental adquirir ou recuperar a capacidade anteriormente existente, no âmbito pessoal e profissional.

Rigidez

Elevação do tônus muscular; o músculo torna-se mais resistente ao movimento passivo. A resistência é sentida de maneira uniforme e constante (rigidez de cano de chumbo), ou com arrancos convulsos (rigidez de roda denteada). “Endurecimento” ou hipertonia muscular.

Rizartrose

Artrose da raiz de um dedo da mão, de um dedo do pé ou de um membro.

Letra S

Sarcopenia

É a perda degenerativa de massa e força nos músculos com o envelhecimento.

Sinal comparado

Comparação de antes e depois do paciente realizar o tratamento fisioterapêutico, serve tanto para o fisioterapeuta na validação do seu plano de tratamento executado, como também para demonstrar o resultado para um paciente.

Sinal de CHVOSTEK

Presença de espasmos faciais em resposta a um discreto toque sobre o nervo facial.

Sinal de HOMANS

Dor na massa muscular da panturrilha.

Sinal de Hoover

Quando o abdômen se desloca para fora enquanto o tórax se movimenta para dentro durante a inspiração.

Sinal de LHERMITTE

Sensação de choques que percorrem a coluna cervical e dorsal.

Sinal de ROMBERG

Avaliação clínica que revela alterações no equilíbrio estático do paciente.

Sinal de Tinel

Provocado pela percussão suave do dedo ou percussão com o martelo ao longo do curso de um nervo lesado.

Sinapse

Conexão entre um neurônio e outro ao passar uma informação e devolver outra, encontramos sinapse também quando se diz respeito a hormônios ou neurotransmissores.

Síndrome

Conjunto de sintomatologia, que se caracteriza por sinais e sintomas observáveis em vários processos patológicos diferentes e sem causa específica.

Siringomielia

Caracteriza-se pela formação de cavidades na espinha dorsal, com acúmulo de líquido e progressivo dano à medula espinhal.

Sepse

Complicação potencialmente fatal de uma infecção generalizada.

Somestesia

Capacidade de receber informações/sensibilidade sobre as diferentes partes do corpo. 

Letra T

Tabes Dorsal

Lenta degeneração de neurônios que carregam informação sensorial para o cérebro.

Telangiectasias

Dilatação permanente de vasos sanguíneos preexistentes (capilares, arteríolas, vênulas), criando pequenas lesões vermelhas focais, usualmente na pele ou membranas mucosas.

Tendão

Tecido fibroso pelo qual um músculo se prende a um osso. Robusto cordão ou faixa de tecido conjuntivo denso, de cor branca, que une um músculo a uma outra estrutura anatômica, transmitindo a esta a força exercida pelo músculo.

Tender Point

Ponto sensitivo da algia (dor) produzida pela contração crônica de um determinado músculo (expressão inglesa).

Tendinite

Cicatrização ou depósito de cálcio no tendão. Consiste em qualquer lesão geradora de uma resposta inflamatória dentro da substância do tendão.

Tensão

Força aplicada no sistema musculoso / esquelético a fim de tracionar, alongar e estreitar ossos, músculos e tendões, e descomprimir superfícies articulares. Carga interna gerada por forças atuantes em direções opostas, resultando numa tendência para o alongamento.

Termorreceptores

Receptores sensoriais que captam estímulos térmicos.

Teste de ELY

Teste para identificar a presença de encurtamento da parte retofemoral do quadríceps.

Teste de Speed

Teste para diagnosticar a tendinite bicipital.

Teste de Phalen

Teste para diagnosticar a síndrome do túnel do carpo.

Transudato

Líquido não proveniente de inflamação, pobre em proteínas e com baixa capacidade de regeneração.

Tríade Parkinsoniana

Rigidez muscular, tremor de repouso e bradicinesia.

Tricoanestesia

Capacidade de perceber estímulos nos cabelos.

Trofismo

Perda de contração muscular de força, ou diminuição desta.

TTO

Tratamento.

Letra U

Unipodal

Sobre um pé.

Letra V

Varizes

Veias torcidas e dilatadas, que aparecem principalmente nas pernas e nos pés.

Vasomotor

Vaso que produz modificações vasculares, mediante a ação dos nervos sobre os músculos da parede vascular.


Esperamos que esse glossário de fisioterapia possa contribuir para ampliar seu conhecimento e entendimento dos termos que fazem parte desta área.

Se você percebeu a ausência de algum termo, por favor compartilhe nos comentários, informando sua descrição e demais informações relevantes.

Também pode ser do seu interesse:

2 comentários

Deixe seu comentário!