O Fisioterapeuta como responsável pela saúde dos alunos na escola

A atuação de fisioterapeutas em escolas, creches e ambientes educacionais ainda é tímida e está em desenvolvimento no mercado. Porém vem ganhando cada vez mais importância considerando que as escolas precisam se preocupar com a saúde dos seus alunos e oferecer as melhores condições e qualidade de de vida aos alunos no ambiente escolar. Essa também vem se tornando uma exigência dos pais, preocupados com o bem estar dos seus filhos no ambiente escolar.

A Fisioterapia na Saúde Escolar atua no cuidado integral da saúde e bem estar de crianças e jovens estudantes no ambiente educacional, mais especificamente na construção e condução de programas de tratamento para ergonomia no ambiente escolar, desvios posturais e inclusão de crianças portadoras de necessidades especiais.

A área de Fisioterapia tem a escola como um dos campos de sua atuação, envolvendo a promoção, a prevenção e a assistência de saúde das crianças e dos adolescentes, por meio de ações direcionadas para a saúde corporal dos escolares, focados no desenvolvimento e no crescimento físico-motor, associados aos cuidados para com a postura corporal (FERNANDES et al., 2008; NIHUES, 2015).

Assim, a Fisioterapia na saúde escolar, pode propiciar ações educativas e terapêuticas, com destaque para a identificação de alterações da postura corporal, no acompanhamento do crescimento físico e no desenvolvimento motor dos indivíduos, nesta fase da vida. (NIHUES, 2015). Podendo ainda atuar no auxilio no processo de interação social entre as crianças, promovendo benefícios, uma vez que estarão mais inseridas na turma, não sendo lesadas pela timidez, hiperatividade ou apresentação de outros transtornos como o déficit de atenção.

Outro benefício aos alunos é o acompanhamento e dosagem do peso de mochilas, bolsas e sacolas dos alunos, para medir o quanto de carga em excesso o aluno pode estar sobrecarregando ao se deslocar para a escola.

Também é importante a reflexão na comunidade acadêmica, atentando para a importância e ascensão da fisioterapia como responsável pela saúde nas escolas, de maneira multidisciplinar, visando garantir a qualidade de vida e bem estar dos alunos, crianças, jovens e adolescentes.

A importância do fisioterapeuta na saúde escolar

O fisioterapeuta, em ambiente escolar, pode promover a qualidade de vida e a boa saúde, na prevenção de problemas físicos ou orgânicos e no desenvolvimento de diagnósticos funcionais para elaborar o tratamento, onde os objetivos são a evolução da funcionalidade do corpo e a reinserção social dos cidadãos, este método de denomina Fisioterapia na Saúde Escolar.

Podendo ser empregado para a melhora da dor e instruir novos costumes com relação à postura. Essa orientação em crianças e adolescentes, de como tomar cuidado com a postura, pode evitar que no futuro elas apresentem alterações posturais. Esta é uma didática inovadora nas escolas de educação infantil, já que, até então a Fisioterapia apenas era olhada como forma de acessório dos docentes e pedagogos na inclusão social na sala de aula.

Para que se obtenha resultados efetivos é essencial que os fisioterapeutas contenham informação sobre as atividades dessas crianças, tenha autonomia para realizar vistorias e avaliação do ambiente físico da escola, detecção de plausíveis barreiras e a idealização de soluções, com a implementação das melhorias sugeridas.

Também é importante existir uma boa comunicação entre a escola, alunos, familiares e demais envolvidos, para definição de objetivos e orientação sobre os trabalhos desenvolvidos, considerando que o aprendizado passado aos alunos na escola também deve ser seguido fora dela.

O trabalho do fisioterapeuta deve ser próximo e complementar ao da escola, promovendo a conscientização dos problemas posturais que poderão aparecer com o passar do tempo. Orientações e práticas simples podem evitar problemas sérios de saúde nos jovens, vejamos algumas medidas:

  • Oferecer ambiente adequado e confortável, garantindo boa ergonomia e bem estar para os alunos;
  • Impedir excesso de peso nas bolsas ou mochilas;
  • Auxiliar quanto às posturas apropriadas no momento da prática de cada atividade;
  • Não sobrecarregar crianças e adolescente com abuso de atividade físicas ou mentais;

Os fisioterapeutas são profissionais certificados, habilitados e capacitados para trabalhar a promoção, a prevenção e a recuperação corporal, de forma integrada com outros profissionais da saúde. Nas escolas, proporcionam papel fundamental para seguir o crescimento e o desenvolvimento corporal de crianças e adolescentes.

Sendo assim, concluiu-se que a avaliação postural, nas escolas, realizada por profissionais de fisioterapia pode contribuir para a sociedade em que vivemos, prevenindo doenças futuras, aperfeiçoando o rendimento do aluno e promovendo o seu bem-estar físico e emocional.

Também pode ser do seu interesse:

Deixe seu comentário!