Técnicas da fisioterapia estética para auxiliar na qualidade de vida

A Fisioterapia tem como objetivo reabilitar as pessoas em busca de uma melhor qualidade de vida. Dentro da área da fisioterapia convencional, que a grande maioria da população conhece, existe a fisioterapia estética ou fisioterapia dermatofuncional, que consiste em utilizar recursos fisioterapêuticos para a realização de tratamentos estéticos da pele de modo seguro, eficaz e com conhecimento especializado pelos profissionais da Fisioterapia.

Na fisioterapia estética os tratamentos realizados podem ser tanto faciais como corporais, pois depende do objetivo do paciente, ou problema que está apresentando na pele. Hoje, pode-se dizer que são diversas as técnicas estéticas que são desenvolvidas dentro do âmbito da Fisioterapia, porém para que o fisioterapeuta consiga desenvolver essas técnicas aprimoradas, ele precisa ter preparação na área estética, com o objetivo de evitar que o tratamento dermatológico e estético se transforme em um problema ou dano irreparável à saúde do paciente.

Se você deseja conhecer um pouco mais sobre esse universo, confira algumas técnicas utilizadas dentro da fisioterapia estética, que auxiliam para melhorar a qualidade de vida e promover o bem-estar dos pacientes.

Massoterapia

A massoterapia consiste em aplicar de forma manual ou por meio de aparelhos manobras e massagens no tecido corporal. Essas massagens especializadas têm por objetivo levar conforto, relaxamento e tratar dores específicas.

O toque das manobras promove efeitos que levam a desencadear funções que são estimulantes, podendo influenciar nos estados fisiológicos, psicológicos e físicos do organismo do paciente. Segundo estudos realizados, a massoterapia quando executada de maneira correta, promove efeitos mecânicos no organismo, como o movimento da água no corpo, de sangue venoso, e na mobilização de fibras musculares, tendões e pele. Com isso, pode-se dizer que a massoterapia é uma ótima técnica, porém, antes de qualquer sessão é preciso ser realizado uma consulta ou exame específico, principalmente levando em consideração a idade do paciente que será tratado.

Eletroterapia

A eletroterapia trabalha com o uso de correntes elétricas dentro da terapêutica. Os aparelhos de eletroterapia utilizam uma intensidade de corrente mais baixa, são miliamperes e microamperes, que são aplicados sobre a área que deve ser tratada. Os eletrodos são aplicados diretamente sobre a pele da paciente e o organismo será o condutor. Na eletroterapia deve-se considerar parâmetros como: resistência, intensidade, voltagem, potência e condutividade.

Os equipamentos atuais possuem diferentes tipos de correntes, onde o aparelho emite a energia eletromagnética que é então conduzida através de cabos condutores até os eletrodos que ficam aderidos à pele do paciente.

Existe uma diversidade de correntes que podem ser utilizadas na eletroterapia, cada uma com a sua particularidade própria, quanto às indicações e contraindicações. Porém, todas elas têm um objetivo comum: produzir algum efeito no tecido a ser tratado, que é obtido através das reações físicas, biológicas e fisiológicas que o tecido desenvolve ao ser submetido à terapia.

Ultrassom

O ultrassom estético é uma das modalidades terapêuticas mais realizadas, para tratamentos de algumas condições não estéticas. O ultrassom é um recurso terapêutico que utiliza ondas ultrassônicas que em contato com o tecido promove efeitos biofísicos.

Pode ser usado associado ou não a cosméticos específicos. Sem a utilização de cosmético é indicado para o tratamento de fibro edema gelóide (celulite), pois proporciona um aquecimento e uma micromassagem no tecido, com isso ajuda a reduzir os nódulos. Com associação de cosmético específico, o tratamento é chamado de fonoforese e funciona como uma mesoterapia sem agulhas, pois ajuda a penetração do produto no tecido e pode ser indicado para gordura localizada ou celulite. É importante lembrar que nem todos os cosméticos podem ser usados com o ultrassom, são alguns produtos específicos que devem ser ministrados em cada situação.

Drenagem Linfática

Uma massagem que elimina o inchaço, ajuda a combater celulite e gorduras localizadas, desintoxica o organismo e ainda ativa o sistema imunológico. A drenagem linfática tem como objetivo estimular o sistema linfático (uma rede complexa de vasos que movem fluidos pelo corpo) a trabalhar de forma mais acelerada. Como resultado, o organismo elimina mais rápido líquidos e toxinas.

É uma técnica de massagem manual que estimula o sistema linfático, favorecendo o seu funcionamento, diminuindo a retenção de líquidos. Indicada no pré e pós-operatório de cirurgias plásticas, no tratamento da celulite, gordura localizada e edemas. É indicada para mulheres, inclusive gestantes, pois geralmente são os grupos que têm uma maior retenção de líquidos devido às influências hormonais. Melhora a oxigenação das células, a circulação sanguínea e eliminação de toxinas.

Peeling

O peeling é um procedimento indicado para amenizar marcas e manchas na pele. Seu processo envolve a  remoção de células mortas e prioriza suavizar as alterações decorrentes do envelhecimento da pele, contribuindo em seu aspecto saudável e a melhora da sua aparência. É um procedimento abrasivo que remove uma fina camada da pele. Esta camada se regenera e recebe um novo aspecto, devido às novas células que foram estimuladas a se reproduzir.

Promove uma regeneração dos tecidos epidérmicos, devido a uma descamação nas camadas da pele, eliminando células mortas e criando uma nova camada. Rejuvenesce, ajuda na redução de manchas, rugas, acnes e estrias.

Endermologia

O aparelho realiza a sucção da pele através de rolamentos, promovendo o deslocamento dos tecidos, estimulando a circulação local, aumento da oxigenação do tecido, favorecendo à diminuição da fibrose ocasionadas em cirurgias plásticas e na celulite, auxiliando também na redução de medidas.

Eletrolipólise

A eletrolipólise é um tratamento que usa corrente elétrica bidirecional de baixa frequência para reduzir a gordura localizada. A eletricidade é usada para estimular a lipólise, processo de quebra de gordura, provocando mudanças fisiológicas nas células adiposas e aumentando seu metabolismo, acelerando o gasto calórico. Ela também incrementa o fluxo sanguíneo, melhorando a circulação no local tratado.

Todas as técnicas que foram citadas acima devem ser realizadas por profissionais capacitados na área da fisioterapia estética ou dermatofuncional. Dessa forma os resultados serão visíveis e satisfatórios para o paciente, podendo contribuir na sua autoestima e qualidade de vida.

Se você é fisioterapeuta e deseja posicionar-se com competitividade no mercado para atrair mais clientes, leia o artigo 5 comportamentos essenciais para um fisioterapeuta, e continue acompanhando o nosso blog!

Também pode ser do seu interesse:

1 comentário

Deixe seu comentário!